Categories
música artigos

Vagueio de Inverno

Vagueio de Inverno por Bruno C. Vellutini.

Há tempos que não postava uma música nova aqui. Esta comecei no finzinho do ano passado, na escalada do inverno, no auge da escuridão.

0:00 – 0:28

Como costuma acontecer, estava tocando alguns acordes no baixo e a introdução se materializou. Ela me lembra Midwestern Nights Dream, por algum motivo. Não sei se é a harmonia, o ritmo ou a ambiência. Tanto que quase a batizei de Midwinter Nights Wander. Mas como a música ganhou outra cara com os outros instrumentos, ela virou Winter Wandering (ou Vagueio de Inverno).

0:28 – 0:42

Com a introdução gravada tentei encontrar uma base que funcionasse com ela. Queria que fosse com o baixo. Algo que desse a pegada da música. Optei por uma levada simples, mas que tem um certo groove porque assim que é legal.

O baixo entra com a bateria. Queria marcar o ritmo de maneira discreta com timbres diferentes de uma bateria normal. Encontrei um kit do fundo do mar com som de sonar e barulhos de bolhas (?). Não obstante, adicionei efeitos e delays por cima.

0:43 – 0:57

O baixo base pediu um suporte no contra tempo. Gravei uma “guitarra” estilo Ska-zinho pra acompanhar (com meu baixo mesmo). O rumo que a música tomou me surpreendeu. São justamente essas associações inesperadas que gosto no processo de compor.

Para complementar a guitarra procurei outro suporte com tonalidade diferente. Algo mais percussivo. Criei uma levadinha usando notas abafadas que ficou meio de videogame (?), mas casou bem com a guitarra e o baixo base.

Até aqui as batidas da bateria são mais retas e marcadas. No restante, programei variações rítmicas para dinamizar as diferentes partes da música.

0:58 – 1:25

Faltava a melodia. Fiz várias rodadas de improviso até definir o tema principal. É uma melodia um pouco arrastada e, por vezes, descontínua que quebra a repetitividade da base da música. E para destacá-la dos outros timbres recorri a um slap de leve no baixo. Acabei com duas variações principais em torno do tema. Mas ainda faltava algo…

1:26 – 1:40

Foi difícil, mas encontrei o que faltava! Criei uma terceira variação da melodia que gruda com a harmonia da introdução e do baixo base. A linha mais simples resolve o tema. É minha parte favorita da música.

1:41 – 2:39

Pra concluir, escolhi o caminho mais simples. Uma repetição da melodia inteira e um fade out com a melhor parte em loop para ouvir um pouquinho mais.

Fim

Reply by Email

or

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *